sussurro, ponto alto

moça colorida que escreve porque gosta e fala do que quer porque é exibida

Por isso essa força estranha no ar… novembro 9, 2010

Filed under: Soc! Pow! — Cissa Baini @ 3:36 am

 

Sempre fiz a linha “me conheço muito bem”. E conheço: fato.

Mas me dou o direito de vivenciar minha perdição (no sentido que não sei se existe – no caso a que me refiro, no sentido de estar perdida mesmo).

Já vivenciei crises existenciais. Normal. Parte fundamental do desenvolvimento humano. Crises são um abalorado de coisas que não sabemos o que fazer, se queremos, o que queremos, e gera alguma mudança. Crises são deveras produtivas.

Mas estar perdida é, como próprio nome diz, não saber o caminho. A crise existencial envolve um pouco disso também. Mas há perspectivas. No meu caso, hoje, especificamente hoje (sim porque amanha muda) não faço a menor ideia do caminho. Minhas possibilidades são remotas, sonhos antigos, pueris, ingênuos, porém absolutamente gentis. Cheios de amor. Não sei bem quais são, mas têm amor. Certamente amam.

De tudo que esses anos de análise me ensinaram é que sou uma pessoa que ama, que deposita amor em tudo que faz, em todos com quem se relaciona. E não sei porque comecei a falar de mim na terceira pessoa.

Bom, mas comecei a escrever pra dizer que se conhecer e não se assumir é muito triste. Não quero ser uma dessas pessoas que passam a vida se escondendo de si. E isso tem aos montes, né? Pessoas sofridas. Têm minha total solidariedade e total apoio pra viverem quem realmente são, da forma como realmente querem. Pior é que às vezes essas pessoas nem sabem. Não vivenciam crises, nem ficam perdidas. E a dor encapsulada é infinitamente maior que a ansiedade da crise ou do que a da angústia de não se saber pra que lado correr.

Enfrentar o leão pode ser devastador, mas viver a vida toda escondido dele é simplesmente não viver. E isso, pra mim, não me serve.

 

One Response to “Por isso essa força estranha no ar…”

  1. Eduardo Corrêa Says:

    Seres que vivem basiados no amor, não podem determinar tudo que vão viver. Quem não ama não tem conflitos. E quem determina tudo não sente o conflito de viver.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s